Notícias

Trabalho noturno aumenta o valor da aposentadoria

Trabalho noturno aumenta o valor da aposentadoria

Trabalho noturno gera mais direitos no INSS

Os trabalhadores que podem escolher a jornada de trabalho, estão preferindo trocar o dia pela noite.

Além de ganhar 20% a mais, esse dinheirinho ainda ajuda a aumentar o valor da futura aposentadoria.

 

Tem muita gente querendo trabalhar à noite?

Tem muita gente trocando o dia pela noite mesmo. Eu fui fazer um treinamento em uma grande empresa de São Paulo e lá tinha uma lista de trabalhadores pedindo para trocar de turno.

Isso por que o trabalho noturno, em relação ao diurno, garante ao trabalhador um acréscimo de pelo menos vinte por cento (20%) no valor da remuneração, exceto nos casos de revezamento semanal ou quinzenal. É o adicional noturno.

 

O horário do adicional noturno não é igual para todos os trabalhadores. Como ele é definido?

Realmente não é igual. Ele é definido de acordo com a atividade do trabalhador e tem algumas peculiaridades:

Para o trabalhador urbano ele se estende das 22:00 horas de um dia até as 5:00 horas do dia seguinte.

Para o trabalhador agrícola o trabalho noturno começa as 21:00 horas de um dia e se estende até as 5:00 horas do outro.

Para o trabalhador que exerce suas atividades na pecuária, o trabalho noturno começa as 20:00 e vai até as 4:00 horas do dia seguinte.

 

E qual é a vantagem do trabalho noturno no cálculo do valor da aposentadoria?

Tem muita gente que acha que o tempo de serviço noturno vale mais que o diurno. Não vale.

Um dia trabalhado durante o dia é igual a um dia trabalhado durante a noite para fins de previdência.

A vantagem está no fato do trabalhador receber um adicional de 20% e isto é computado na hora de calcular a aposentadoria.

Exemplificando: se um trabalhador vai se aposentar com R$ 1.000,00 e trabalhou no horário noturno pelo menos durante 80% do período de sua vida profissional que vai entrar no cálculo do benefício, a prestação seria R$ 1.200,00.

A vantagem será maior quanto maior for o tempo trabalhado em que o trabalhador exerceu atividades nos horários noturnos.

 

Como saber se o salário está sendo pago corretamente, incluindo o adicional noturno ?

O segurado empregado deve conferir o holerite, o contracheque, o recibo de pagamento de salários mensalmente e verificar se a empresa realmente está descontando o recolhendo das contribuições para o INSS corretamente. 

O valor da contribuição varia de acordo com o salário-de-contribuição do empregado e a alíquota percentual devida ao INSS tem que ser a somatória do valor da remuneração e do adicional noturno.

 

Como corrigir as contribuições erradas?

É do empregador a obrigação de descontar as contribuições do empregado e de depositá-las na conta do INSS. E a Previdência Social tem a obrigação de fiscalizar se essas contribuições foram feitas de forma correta.

O empregado não pode ser prejudicado se o INSS e o empregador não cumprirem a parte deles, mas somente por meio de uma reclamação trabalhista é que o trabalhador poderá ser corrigir a omissão da empresa da empresa.

O prazo para fazer a reclamação trabalhista é receber o adicional noturno é de dois anos, mas não se aplica este prazo caso o segurado pretender apenas comprovar que trabalho durante à noite para aumentar o valor da aposentadoria.